Procura o melhor concerto de
Fado ao vivo no Porto?

Vamos ajudá-lo a descobrir!

Saiba escolher a sua experiência de Fado no Porto

Atualmente a oferta de Fado no Porto vai desde concertos gratuitos em shoppings até concertos privados e exclusivos. Tendo em conta que existem dezenas de lugares com conceitos distintos de espetáculo de Fado, acreditamos que, antes de escolher um lugar, deve escolher um tipo de experiência.

Lugares para ouvir Fado no Porto

Apresentamos-lhe uma lista extensa de lugares para ouvir Fado no Porto. Clique no tipo de experiência para os conhecer.

Experiências de Fado personalizadas

Não se identifica com nenhuma das experiências oferecidas? Pretende um evento exclusivo? Tem um grupo com mais de 25 pessoas?

Clique no botão abaixo para começarmos a fazer o seu evento

Fado personalizado

Porquê ouvir Fado no Porto?

O Fado, classificado pela UNESCO como património cultural imaterial da humanidade, apresenta-se como uma das marcas mais fortes da cultura portuguesa. É um estilo musical nacional, geralmente cantado por uma única pessoa acompanhada por uma viola (guitarra clássica) e por uma guitarra portuguesa. Nas suas letras reflete nostalgia, tristeza, esperança e pequenas histórias de um povo humilde.

Também o centro histórico do Porto foi considerado património cultural imaterial da humanidade pela Unesco. Trata-se de um lugar cheio de arte, história e cultura

Para que se possa experienciar aquilo que se denomina “existir Fado” ou “acontecer Fado”, a música deve ser ouvida com atenção e em silêncio. Este fenómeno ocorre quando se cria uma ambiente de comunhão entre os músicos e o público, entre o som único da guitarra portuguesa e a forma de cantar típica dos Fadistas. É algo indescritível que só poderá ser entendido se for vivido.

Acerca do Fado, Fernando Pessoa escreveu:

“Toda a poesia – e a canção é uma poesia ajudada – reflecte o que a alma não tem. Por isso a canção dos povos tristes é alegre e a canção dos povos alegres é triste.
O fado, porém, não é alegre nem triste. É um episódio de intervalo. Formou-o a alma portuguesa quando não existia e desejava tudo sem ter força para o desejar.
As almas fortes atribuem tudo ao Destino; só os fracos confiam na vontade própria, porque ela não existe.
O fado é o cansaço da alma forte, o olhar de desprezo de Portugal ao Deus em que creu e também o abandonou.
No fado os Deuses regressam legítimos e longínquos. É esse o segredo sentido da figura de El-Rei D. Sebastião”.

Aconselhamento gratuito

Está na dúvida entre vários lugares ou simplesmente quer uma resposta rápida? Experimente perguntar-nos!

Clique no botão abaixo para entrar em contacto conosco

Aconselhamento gratuito